domingo, 26 de março de 2017

Mulheres de prata

Até agora tenho feito madeixas para tentar encobrir os cabelos brancos que já tenho, apesar de não serem muitos, mas depois de acompanhar o blogue da Marta Moncacha dolce far niente que adoro ler, de gostar da decisão dela de não voltar a pintar o cabelo, pelo menos por agora, podemos sempre mudar de opinião, vou também seguir-lhe o exemplo, nos próximos tempos nada de madeixas, nem pintar o cabelo (coisa que eu não fazia), se alguma de vocês tiver este tipo de assunto entre mãos aconselho-as a seguir o grupo do facebook "Mulheres de Prata" e a pensarem um pouco sobre o assunto, acreditem não ficam mais feias!


                        Resultado de imagem para mulheres de cabelos brancos ou grisalhos                             Resultado de imagem para mulheres de cabelos brancos ou grisalhos
Resultado de imagem para mulheres de cabelos brancos ou grisalhos

Pronto elas são giras, mas nós também podemos ser, certo????

sábado, 25 de março de 2017

Pensamentos...

Ás vezes dou por mim a pensar que efectivamente esta depressão é estúpida e o facto de me ter aparecido esta tensão arterial alta é mais estúpida ainda, analisando a minha vida friamente, não tendo a mania,  como alguém outro dia me acusou de ter um blog de uma vida sempre feliz e só coisas que chateiam de tantas coisas fofinhas, verdade, mas essa já foi corrida, para o seu blog de mentiras, de insatisfações, um dia quer, outro já não quer. Eu tenho realmente o principal para ser uma mulher feliz, vamos por partes:
- Tenho uma familia que me ama (acho)
- Tenho um filho realizado profissionalmente e sempre na procura de melhorar o seu curriculo.
- Filho que só me tem dado motivos de orgulho, ás vezes chateia-me, é verdade, teimoso que só a mãe.
- Marido trabalha, o que ganha dá para os gastos, claro que podia ganhar mais, mas...é o que há.
- Tenho uma casa paga, ah, falta o IMI...
- Tenho dois carros que só me dão chatices, verdade, o meu filho tem o carro dos sonhos dele.
- Tenho um cão maravilhoso
- Tenho uma mãe fabulosa.
- Tenho um irmão, cunhada e sobrinhos, com quem convivo pouco, feitio deles, gostam de viver mais afastados, tudo bem, amo-os na mesma.
- Tenho cunhadas, cunhados, sobrinhos, afilhados, primos, tios, amigos poucos mas muito bons, não daqueles que estão sempre a dizer se precisares de algo diz, esses não me interessam, os importantes são aqueles que tomam atitudes, aqueles que fazem algo e pensam logo, isto é bom para a minha amiga, vou-lhe dizer. Poucos, mas tenho. Outros aqueles que fazem pela calada, que até podiam achar que aquilo seria bom para mim, mas eu poderia vir a ficar melhor que eles por isso ocultam, esses, são conhecidos, não amigos.
- Tenho algum dinheirito para gastos.
- Não tenho um trabalho de sonho, mas tenho aquele que me foi proporcionado, e que até me tem feito feliz, de repente fiquei com medo de quê Marina???
- Acho que preciso mesmo de um psicólogo, de resto tenho tudo.
Portanto isto está por dias, voltar à minha velha qualidade de optimista, aquela que vê o mundo cor de rosa de vários tons, que para aqui vem dizer coisas felizes e falar de viagens e de gente feliz que até chateia os inconfortáveis, aqueles que dizem que querem sempre mais e que não se contentam com pouco como eu, ah, ah, ah!!!
A sério, acham que me falta alguma coisa? sem ser juízo certamente, algo que me impeça de ser feliz? Nah, também não me parece.
Portanto vou ali acabar a canja para o jantar, preparar o frango e cantarolar na cozinha enquanto faço estas coisas, apetece-me, sei lá!!!!

Do jardim da mummy!!!
SEJAM FELIZES, QUE EU ESTOU A TENTAR!!!

sexta-feira, 24 de março de 2017

Prenda

Há pessoas que me dizem gostar muito de mim e nem me ligam para falar comigo, outras deixaram de gostar e nem no facebook me perguntam se estou bem, depois há as outras que nem me conhecem pessoalmente, só pelo blog e me mandam prendinhas com mensagens carinhosas!!!


Adorei, só temos um pequeno problema já li adorei e já tenho...senão o leste e não o tens vou-te devolver para ti, pode ser?
Diz-me qualquer coisa! Muito obrigada pelo cuidado!Um grande beijinho!!

Comprinhas

Já que o bilhete para entrar na livraria Lello, 4€ dá para descontar na compra de um livro, escolhi este que já há muito queria ler.
Agora a compra do bilhete é numa sala ao lado da livraria, com muito merchandise a vender, a senhora dos bilhetes perguntava de onde vinham e desejava as boas vindas, como eu pedi um bilhete e pedi numero de contribuinte, não tive o mesmo cumprimento, ah e o contribuinte só se comprar o livro, senão comprar não há contribuinte, percebeu? Tenho pena, juro nestes sítios tenho pena do tratamento desigual. Eu até já conhecia a Lello, antes de ser tão famosa, mas...

Da simpatia da loja Brancal trouxe este papelinho!

Com todas as moradas das lojas em todo o pais!
Comprei 4 postais e um iman...

Mas compraria mais...


quinta-feira, 23 de março de 2017

Quarta-feira e hoje

Levantei-me cedo, deixei o filho a dormir depois de ter trabalhado toda a noite, combinámos que eu regressaria à hora do jantar. Apanhei o metro no ISMAI, segui para a zona do Bolhão, há muitos anos que não andava por ali, andei muito, voltei à Ponte D. Luis, estive mais de uma hora na livraria Lelo, sentei-me a tomar o pequeno almoço, o almoço, tudo com tempo e sempre com gente simpática que me tratava por menina, gente do Norte é assim e eu gosto. Pedi para me carregarem o telemóvel, disseram-me sempre que sim, não consegui entrar no Magestic, chovia muito, estava cheio e a fila para entrar demoveu-me até porque já lá estive com o meu amor, voltarei sem dúvida.
Entrei em algumas igrejas que noutros tempos estavam fechadas, mas que agora me pude lá sentar e rezar, soube-me bem. Abriguei-me da chuva sempre em cafés, em Lojas, comprei uma echarpe que o frio apertava e enquanto chovia, estive entretida, fui a uma loja de lãs com umas senhoras extremamente simpáticas, enfim vivi intensamente o Porto, seis e meia da tarde apanhei o metro em São Bento, troquei de linha no Trindade e lá regressei ao ISMAI, onde esperei pelo João no seu cafézinho preferido onde lanchei um croissant com manteiga e a senhora me disse logo, a menina quer que aqueça, pois está muito frio? com um chocolate bem quentinho, soube-me pela vida. O jantar desta vez seria feito a dois em casa do filho.
Dormi bem novamente, ás cinco e meia da manhã filho regressou do trabalho e voltámos para casa,numa viagem a dois que correu muito bem, e só teve uma paragem para café. Chegámos a casa fomos dormir o resto da manhã!


























































Foi um dia fantástico, claro que com companhia seria bem melhor, mas assim, deu para tudo, 
pensar, rezar, sonhar, e até praguejar...