domingo, 7 de janeiro de 2018

Perdoar eis ou não a questão...

Podia orgulhar-me até há alguns anos atrás de ser uma pessoa que me dava bem com toda a gente e não guardava rancores de ninguém, mas infelizmente as coisas acontecem e ás vezes tornamo-nos também rancorosas, foi precisamente isso que me aconteceu. mas hoje pela manhã na rádio e não sei qual era o posto, nem qual era o programa dizia-se que hoje era dia de perdoar e que devíamos perdoar. depois dei por mim a pensar nas pessoas e nas origens desses rancores, e se deveria ou não perdoar. Mas porquê que devo perdoar pessoas que me irritaram, me fizeram sofrer por mentiras (que eu abomino a mentira, odeio mesmo), por me tratarem mal, por me fazerem sofrer sem razão? Até porque essas pessoas nunca me pediram perdão, nem desculpa, nem reconheceram que mentiram, me fizeram mal ou me fizeram sofrer. Que se lixem, sejam felizes e esqueçam-me, mas o nosso destino irá fazer um dia com que nos voltemos a cruzar e depois veremos, já me aconteceu, alguém que muito me magoou e depois quis o destino que nos cruzássemos e que ela tivesse que baixar a cabeça.
Outra coisa que detesto são pessoas por exemplo, que  têm duas amigas, elas zangam-se e esta pessoa toma partido de uma sem saber os motivos da outra e acusa-a desde logo com palavras ofensivas. Eu jamais faria isso. Portanto são poucas pessoas das quais não perdoou atitudes, vivo muito bem assim, tenho pena, especialmente de uma que tinha em mim a melhor amiga que podia ter, mas mentiras e enredos de novelas, não. 

Resultado de imagem para perdoar ou não

Peso? eu aguento e serve para não fazer o mesmo!
Aprendemos com os nossos erros, certo?

1 comentário:

  1. Concordo contigo é difícil aceitar certas coisas. Mas as atitudes ficam para quem as pratica e acima de tudo perdoar é aceitar que o julgamento não nos pertence!
    Marina que tenhas um ano excelente com muita saúde e esse sorriso maravilhoso! se quiseres passa pela minha casinha. bjs doces Mel

    ResponderEliminar